Depois de três anos no Brasil, Indian Motorcycle não resistiu à crise e deixou o país

Por Jorge Massarolo  —


O ano de 2018 está sendo bom para a maioria das indústrias de motocicletas de acordo com a Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares (Abraciclo), que espera um aumento de 17,2% na produção em relação a 2017 (leia mais clicando aqui)mas não foi nada interessante para a Indian Motorcycle, fabricante, entre outros modelos, da Chief Classic (foto acima), um ícone da indústria motociclística norte-americana.

Em 25 de junho de 2018 o grupo Polaris anunciou a suspensão da importação e comercialização das motocicletas Indian Motorcycle no mercado brasileiro. A decisão se deu, segundo comunicado oficial da empresa à época, “à falta de rentabilidade do negócio decorrente da crise na economia brasileira, que reduziu o mercado de motocicletas nos últimos anos, agravando os desafios de continuidade da importação e revenda de motocicletas premium de alta cilindrada”. A Indian começou a ser comercializada no Brasil em 2015.

A lendária Indian Scout, uma típica motocicleta norte-americana: respeito pela sua história

A empresa se comprometeu com os proprietários das motocicletas a dar continuidade aos serviços de pós-venda, incluindo a comercialização de peças de reposição, atendimento à garantia e manutenção em geral, através de concessionárias Polaris selecionadas e de novas oficinas de motos premium credenciadas. A decisão divulgada não afetou outros países onde a Indian Motorcycle está presente.

“Enquanto não identificarmos um modelo de viabilidade para a Indian Motorcycle Brasil devido as atuais condições de mercado, o nosso foco será maximizar os recursos no crescimento da marca Polaris e fortalecimento da rede de concessionárias off-road”, disse na época Paulo Brancaglion, Country Manager da Polaris Brasil. A Polaris atua no mercado off-road, com quadriciclos e UTV’s.

Acelerei a Scout e a Chief Classic

Cheguei a avaliar dois modelos da Indian, a Chief Classic e a Scout. As duas motos impressionavam pelo porte avantajado, estilo retro e forte motorização, marca das grandes motocicletas norte-americanas. Aliás, é bom saber que a Indian foi a primeira motocicleta fabricada nos Estados Unidos, daí sua importância histórica. Um verdadeiro ícone da indústria motociclistica. E aqui no Brasil ela veio disputar mercado com sua concorrente direta, a também americana Harley-Davidson, mas não deu certo.

A saída da Indian representou uma grande perda para o mercado brasileiro e para consumidores em busca de produtos diferentes. Que bons ventos a traga de volta.

Veja os testes realizados nestes links

Indian Chief Classic

Indian Scout