Rara Ferrari 299 MM é vendida por R$ 85,6 milhões

 

Uma rara Ferrari 290 MM 1956, que foi pilotada por Juan Manuel Fangio e Stirling Moss, foi vendida por US$ 22 milhões (R$ 85,6 milhões). O modelo de competição foi arrematado esta semana em um leilão da RM Sotheby’s nos Estados Unidos. O exemplar foi o quarto e último a ser produzido. Ele fez sua estreia no mundo das corrida com o nome de Ferrari 860 Monza . O modelo foi equipado com um motor de 3.5 litros, quatro cilindros.

Com Peter Collins e Louis Klemantaski ao volante, o carro terminou em 2º lugar na classificação geral da Mille Miglia, na Itália. O sucesso no primeiro ano de competições continuou. Ela terminou em 4º na Targa Florio, na Sicília, e conquistou o 2º lugar na XVIII Aosta-Gran San Bernardo Hillclimb, na Itália. No segundo ano de corrida, a Ferrari foi rebatizada para a atual especificação 290 MM. Além disso, ganhou um motor V12 de 3.5 litros.

Sucesso da 299 MM nas pistas continuou

O carro continuou com sucesso nas competições em todo o mundo. Ele participou dos 1000 km de Buenos Aires (Argentina), as 12 Horas de Sebring (EUA) e  das Bahamas Speed ​​Weeks 1957. Com Stirling Moss no banco do motorista, o carro conquistou a vitória tanto na Corrida Memorial quanto na Troféu Nassau, nas Bahamas.

Após Sebring, em 1957, foi aposentado como um carro de corrida oficial da Ferrari e vendido a um particular. Porém, continuou a fazer aparições em eventos de corrida. Foi exibido até mesmo no Chicago Auto Show em janeiro de 1958. Nesse mesmo ano, assegurou a sua primeira em vitória em  Watkins Glen (EUA). Depois disso, a 299 MM passou pelas mãos de diversos proprietários. Em 2011, foi totalmente restaurada pela Ferrari Classiche. Quatro anos depois, o carro foi exibido no Amelia Island Concours d’Elegance. Em 2016 e 2017, foi exibido nos museus da Ferrari em Maranello e Modena, na Itália

Um similar da 299 MM, também conduzido por Juan Manuel Fangio, foi vendido por US$ 28 milhões (R$ 108,98 milhões) em um leilão de 2015.