V12 do Aston Martin Valkyrie entregou 1.014 cv no dinamômetro

 

O inédito hiperesportivo Aston Martin Valkyrie marcou 1.014 cavalos de potência (1.000 bhp) a impressionantes 10.500 rpm no dinamômetro. O pico de torque é de 75,46 kgfm a 7.000 giros. Ao fazer o anúncio nesta quarta-feira (12), a fabricante britânica deixou claro que o registro refere-se apenas ao motor V12 aspirado de 6.5 litros a gasolina desenvolvido pela Cosworth. Não leva em conta o motor elétrico que fará parte do trem de força do hiperesportivo híbrido. A marca foi obtida durante os testes de durabilidade na sede da Cosworth, em Northampton, na Inglaterra.

O uso no dinamômetro simulou repetidas voltas no famoso circuito inglês de Silverstone. A Cosworth é a responsável pelo projeto e produção dos motores V12 que equiparão as 150 unidades do Aston Martin Walkyrie que serão produzidas. Cada uma tem o preço de US$ 3,2 milhões (R$ 12,35 milhões) e todas já estão vendidas. Os primeiros exemplares estão programados para serem entregues em 2019.

Motor do Valkyrie deverá aguentar 100 mil km

O diretor administrativo da Cosworth, Bruce Wood, explicou que a meta de 1.000 cv foi definida bem antes de o primeiro protótipo ser construído. Além disso, o V12 está definido para servir como um componente estrutural. Como um carro de corrida, ele será aparafusado diretamente na estrutura do Valkyrie. O motor do hipersportivo da Aston Martin pesa 204 quilos. Ele está projetado para uma vida útil de 100.000 quilômetros apenas com a manutenção de rotina.

O motor a gasolina trabalhará em conjunto com um motor elétrico, que fica entre ele e a caixa de câmbio de embreagem única projetada. O carro terá ainda um sistema de recuperação de energia inspirado na Fórmula 1, que coleta energia cinética durante a frenagem. O Aston Martin Valkyrie terá outros dois hiperesportivos com tecnologia da F1 como concorrentes em termos de desempenho. São o Mercedes-AMG One e o McLaren Speedtail.

Aston Martin Valkyrie está quase concluído

A previsão é que a potência combinada do Valkyrie seja de 1.146 cv. De acordo com a Aston Martin, 90% do carro de produção já estão prontos. Os 10% restantes provavelmente se referem aos ajustes finais na aerodinâmica do carro. Fontes da marca dizem que até. 1.816 quilos de downforce deverão ser gerados em velocidade máxima. O hiperesportivo deverá “lapidar Silverstone tão rápido quanto um carro de F1”, disse o CEO da Aston Martin, Andy Palmer.

O Valkyrie foi desenvolvido em conjunto com Red Bull Advanced Technologies, responsável pelos carros da equipe de F1 RBR. O hiperesportivo será equipado com uma caixa de câmbio automática de sete marchas projetada e construída especificamente para ele.